Animais

Curiosidades da Raça: Cavalo Puro-sangue Lusitano

Raça de cavalo puro sangue lusitano
Conheça a raça de cavalo puro sangue lusitano – Crédito da Imagem: http://www.ruralea.com

Dentre as raças de cavalos, apenas três recebem a alcunha de puro-sangue: o cavalo árabe, o inglês e o lusitano. O cavalo puro-sangue lusitano é um dos que mais se destaca por ter um temperamento que, ao mesmo tempo em que é dócil, apresenta segurança e coragem. Um dos animais mais recomendados e usados em competições equestres. Quem tem interesse em conhecer mais sobre cavalos vai gostar das curiosidades que listamos abaixo.

Confira Curiosidades Sobre o Cavalo Puro-sangue Lusitano

Montaria do Puro-sangue Lusitano

Cavalo de Sela Mais Antigo do Mundo: O puro-sangue lusitano é o cavalo de sela mais antigo do mundo, acredita-se que há mais de 5 mil anos o animal já era usado para fins de montaria.

Melhor Cavalo de Montaria da Antiguidade: A popularidade do cavalo puro-sangue lusitano era grande na antiguidade, sendo considerado o melhor cavalo de sela e combate por gregos e romanos.

Cavalo das Casas Reais na Idade Média: O puro-sangue lusitano era o cavalo favorito para lazer das Casas Reais da Europa em todo o período da Idade Média. Por ser um dos mais adequados para a prática da equitação, foi um dos principais responsáveis pela difusão desse esporte.

A Raça Puro-Sangue Lusitano

Origem: Acredita-se que a raça puro-sangue lusitano se originou dos lendários cavalos da Península Ibérica, recebendo algum toque dos cavalos puro-sangue árabes, assim como dos espécimes da região norte da África.

Sangue Quente: O puro-sangue é reconhecido entre os especialistas como um cavalo de “sangue quente”. Esse animal é resultante de uma seleção de milhares de anos, algo que o torna especial, pois permitiu que estabelecesse uma simpatia única para com o ser humano.

Reconhecimento: Embora as contribuições da raça para o desenvolvimento da equitação, assim como força de trabalho, sejam muito antigas, a sua raça apenas foi oficialmente reconhecida no ano de 1967.

Animal Raro: Essa raça equestre é rara devido ao número pequeno de éguas produtoras. Estima-se que existam em torno de 2.000, sendo que metade delas se encontra em Portugal. O Brasil conta com cerca de 600 éguas da outra metade e a França com cerca de 200. As restantes estão espalhadas por países como Estados Unidos, Bélgica, Canadá, México, Alemanha, Inglaterra e Itália.

Competidor: As características de puro-sangue fazem do cavalo lusitano uma ótima escolha para competições, uma vez que ele apresenta coragem e quase não tem limitações. Tem sido usado em quase todas as modalidades esportivas equestres, especialmente naquelas com obstáculos, pois tem aptidão natural para isso.

Características Físicas do Cavalo Puro-sangue Lusitano

Peso: Em geral, esse animal apresenta em torno de 500 kg que são graciosamente distribuídos nas formas arredondadas em seu corpo.

Cores: As duas cores mais comuns dessa raça são castanha e tordilha, contudo, podem ser encontrados cavalos com pelagem de outros tons, como o alazã, palomina, baio e preto.

Altura de Centelha: Os machos puro-sangue lusitanos apresentam, em média, 1,60 metros, enquanto as fêmeas medem cerca de 1,55 metros.

Cabeça: A cabeça de tamanho médio apresenta boa proporção em relação ao seu corpo forte e de formas arredondadas. O perfil da cabeça do puro-sangue lusitano é levemente subconvexo e possui a parte frontal com leve abaulamento. Os olhos desse cavalo são bastante vivos e destacados. O comprimento das orelhas é médio e relativamente delgadas.

Peitoral: Um cavalo bastante musculoso, cujo peito é profundo e de amplitude média.

Garupa: Esse cavalo conta com garupa levemente arredondada e com boa proporcionalidade, assim como oblíqua.

Andamentos: Apresenta andamentos ágeis e levemente projetados para frente, oferecendo conforto e segurança para o cavaleiro.

Criação do Cavalo Puro-sangue Lusitano

Animal versátil: Uma das características que torna esse cavalo um dos mais rentáveis para os criadores é a sua versatilidade. O puro-sangue lusitano é forte e dócil, tonando-se excelente mão-de-obra animal. Apresenta temperamento submisso ao cavaleiro, sendo um dos melhores companheiros para competições esportivas. Além disso, é um cavalo muito bonito que, também, se destaca pela aparência.

Bom Comportamento: Os criadores dificilmente têm problemas em relação ao comportamento desses cavalos. Os garanhões podem ficar no mesmo espaço sem risco de embate.

Ambiente Rústico: Se o objetivo da criação é que os animais sejam usados na lida, podem ser criados em ambientes rústicos, como o campo, pois se trata de um animal fácil de conduzir e de boa saúde. Os cuidados devem ser maiores no caso de criação de cavalo puro-sangue lusitano para competições, pois, nesse caso, ele é um atleta.

O Cavalo Puro-sangue Lusitano no Brasil

Chegada: O cavalo lusitano chegou a nosso país no ano de 1541 com os colonizadores portugueses, contudo, foi somente a partir de 1808 (ano da chegada da família real ao Brasil) que a raça se estabeleceu.

Segundo Maior Plantel do Mundo: O Brasil é reconhecido como o segundo maior plantel de criação de cavalos puro-sangue lusitano do mundo, tendo cerca de 12 mil cabeças. Fica atrás somente de Portugal, que é o país de origem da raça.

Novas Linhas: Os especialistas acreditam que a qualidade da produção de cavalo puro-sangue lusitano no Brasil permitirá que sejam estabelecidas novas linhas dentro da raça no futuro.

Gostou de conhecer melhor a raça de cavalos puro-sangue lusitano? Então aproveite e compartilhe este artigo com os seus amigos que também se interessam pelo assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *